Sexta-feira
12 de Agosto de 2022 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
21ºC
Min
19ºC
Chuvas Isoladas

Sábado - Rio de Janeiro, R...

Máx
22ºC
Min
18ºC
Predomínio de

Domingo - Rio de Janeiro, R...

Máx
24ºC
Min
17ºC
Predomínio de

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
25ºC
Min
18ºC
Predomínio de

Controle de Processos

Cevij e secretarias municipais de Saúde e Assistência Social do Rio de Janeiro discutem a adoção de ações voltadas à criança, ao adolescente e ao idoso

A presidente da Coordenadoria Judiciária de Articulação das Varas da Infância e da Juventude e do Idoso do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (Cevij), desembargadora Daniela Brandão Ferreira, se reuniu, nesta segunda-feira (27/6),  com os secretários municipais do Rio de Janeiro de Saúde, Rodrigo Prado, e de Assistência Social, Maria Domingas Pacu. O objetivo do encontro foi discutir a adoção, pelo município,  de várias políticas públicas propostas pela Cevij e voltadas à criança, ao adolescente e ao idoso.      Uma das sugestões  apresentadas no encontro foi sobre a criação, ainda em 2022, de um programa para o atendimento à execução de medidas em meio aberto no município. A ideia é que o programa tenha um orientador com funções definidas, como a de promover socialmente o adolescente e sua família, supervisionar a frequência e o aproveitamento escolar do menor, além de buscar opções de profissionalização do jovem e sua inserção no  mercado de trabalho.    O encontro também contou com a participação do juiz Sérgio Luiz Ribeiro de Souza e das juízas Vanessa Cavalieri, Lúcia Glioche, Cláudia Jourdan e Monica Labuto, além de servidores da Cevij e das secretarias municipais.     Na reunião foram discutidas, ainda, questões como a falta de psiquiatra e acompanhamento psicológico para crianças e adolescentes dos sistemas socioeducativo e protetivo nos CREAS, CRAS e CAPS; a necessidade de residência terapêutica para adolescentes; a necessidade de home care para idosos e traqueostomizados, com a possibilidade de levar esse tipo de assistência aos abrigos; e  a importância da oferta de enfermeiros acompanhantes em casos de crianças com deficiência, entre outras.    Encerrando a reunião, os participantes debateram sobre a relevância dos juízos terem um contato direto com as secretarias e sobre a necessidade de implantação de projetos para que o Fundo Municipal para Atendimento dos Direitos da Criança e do Adolescentes possa custear cursos para os adolescentes. Uma das metas é propor uma ação conjunta com o terceiro setor, como Senai e Senac, para promoção de cursos dentro da realidade dos jovens.      JM/FS A presidente da Cevij, desembargadora Daniela Brandão, com juízes e servidores da Infância e Juventude; os secretários municipais de Saúde, Rodrigo Prado, e de Assistência Social, Maria Domingas Pacu; e funcionários das secretarias.
28/06/2022 (00:00)
Visitas no site:  16328007
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia