Quarta-feira
08 de Fevereiro de 2023 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
27ºC
Min
23ºC
Chuva

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
28ºC
Min
23ºC
Chuvas Isoladas

Sexta-feira - Rio de Janeir...

Máx
27ºC
Min
23ºC
Chuva

Sábado - Rio de Janeiro, R...

Máx
28ºC
Min
23ºC
Chuva

Controle de Processos

TJPE e Corpo de Bombeiros lançam Projeto Salvar, que busca a reinserção no mercado de trabalho de jovens do sistema socioeducativo

Primeira à esquerda, coordenadora do programa, Fernanda Godoy, e na sequência jovens e autoridades da ação O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), em parceria com o Corpo de Bombeiros da Policia Militar do Estado de Pernambuco, lançou nesta quarta-feira (7/12), o Projeto Salvar. O objetivo da iniciativa, que conta com o apoio da Coordenadoria da Infância e Juventude do Estado (CIJ), é formar jovens que cumprem medidas socioeducativas, em liberdade assistida, nas atividades de brigadistas mirins, socorristas e guardiões de piscinas.  Por meio da ação, a proposta é reinserir esses jovens no mercado de trabalho, promovendo a sua convivência social e comunitária. A primeira turma será formada por 28 jovens, que irão receber aulas teóricas do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de Pernambuco na Escola Judicial (Esmape) do TJPE, nos dias 15 e 16 de dezembro. As aulas de salvamento aquático serão realizadas nos dias 20 e 21 de dezembro, no Compaz Ariano Suassuna. Em seguida serão agendadas as aulas práticas na Escola de Formação Militar do Corpo de Bombeiros, e depois marcada uma visita técnica ao Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano. Após a formatura, os jovens irão atuar, inicialmente, no âmbito do Judiciário estadual pernambucano, nas assistências militares dos prédios. O projeto foi desenvolvido pela primeira vez entre 2005 e 2006 por iniciativa do juiz titular da 2ª Vara da Infância e Juventude da Capital, Élio Braz. Baseado na experiência exitosa do projeto, o atual presidente do TJPE, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueirêdo, resolveu colocá-lo em prática novamente buscando mais parcerias e implementando o seu modelo. Para isso convidou a servidora Fernanda Godoy, que coordena o programa. “Com essa iniciativa buscamos dar mais uma possibilidade de escolha profissional para esses jovens ao terem noções básicas, teóricas e práticas, sobre o trabalho desenvolvido pelo Corpo de Bombeiros. É importante que eles tenham o máximo de conhecimento possível sobre persas profissões para que possam escolher a que mais condiz com a sua personalidade e desejo de realização no mercado trabalho. Esse trabalho não seria possível sem o apoio das servidoras Angela Camarotti, Sara Lima e Cynthia Nery e também do tenente-coronel Eduardo Rodrigues”, destacou Fernanda. A juíza Hélia Viegas durante discurso no evento, representando o presidente do TJPE, Luiz Carlos Figueirêdo  Durante a solenidade de lançamento da iniciativa, a coordenadora da Infância e Juventude do TJPE, juíza Hélia Viegas, enfatizou o objetivo maior da ação, que é o de transformar a vida dos jovens do sistema socioeducativo, assim como a das suas famílias. A magistrada lembrou também do empenho do atual presidente do TJPE, que durante dez anos (2010-2020) foi coordenador da Infância e Juventude no Judiciário e do seu comprometimento com as causas da criança e do adolescente.  “O presidente do Tribunal não pôde comparecer ao evento, mas pediu que eu externasse a alegria de ter reimplantado o Projeto Salvar no Judiciário pernambucano. A Infância e Juventude do nosso Estado, na verdade, é uma referência em todo País pelos projetos que desenvolve. Procuramos cumprir o que a Constituição Federal e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) preceituam que é garantir o desenvolvimento pleno das crianças e dos adolescentes. A Justiça pernambucana por meio dos seus juízes e servidores têm procurado dar atenção máxima ao julgamento das ações e ao desenvolvimento de projetos que são vinculados à Infância e Juventude e, assim, cumprimos o que está previsto na Constituição e no ECA. Tais Leis determinam que os direitos das crianças e dos adolescentes devem ser priorizados sob quaisquer outros. Por meio de iniciativas como esta buscamos promover mais cidadania a esses jovens a partir de uma formação qualificada. Temos exemplos nas corporações do Corpo de Bombeiros de adolescentes que passaram por esse processo e que hoje são excelentes profissionais. Então, tenho certeza que hoje se inicia uma nova fase na vida de todos vocês e isso nos causa muita felicidade”, pontuou a magistrada. Representando o corregedor-geral da Justiça, desembargador Ricardo Paes Barreto, o assessor especial da Corregedoria, juiz Frederico Thompson, externou também satisfação em presenciar a implantação do projeto. “Com essa oportunidade, os jovens terão mais amadurecimento e a capacitação necessária para seguir um caminho profissional futuramente. Em nome do corregedor-geral da Justiça eu só tenho que parabenizar a todos que estão desenvolvendo tal ação tão relevante na vida desses adolescentes e desejar sucesso ao desenvolvimento desse trabalho”, afirmou. Na solenidade, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar, coronel Rogério Coutinho (à direita) O comandante-geral do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar, coronel Rogério Coutinho, destacou o que significava essa ação para a corporação. “Para nós é um momento de extrema alegria, retomarmos esse projeto, que teve uma experiência de êxito entre 2005 e 2006. Sermos chamado novamente para desenvolvê-lo significa que fizemos um bom trabalho. Acredito que ser bombeiro já foi o sonho de muitos adolescentes aqui presente. Alguns jovens, que participaram do nosso projeto no passado, tiveram vontade de seguir a carreira e hoje trabalham na nossa corporação, tendo a oportunidade de salvar vidas. É muito gratificante vislumbrar essa nova profissão para todos aqueles que se identificarem com ela", observou.  Na sequência, o coronel Rogério Coutinho especificou alguns assuntos que serão abordados durante a capacitação. "Vocês terão noções de utilização de extintores de incêndio, receberão instruções sobre salvamento aquático e tratamento de pequenas ocorrências de ferimentos, aprenderão sobre contenção de hemorragias, e como se comportar numa situação de engasgo, por exemplo. Ao final do curso, todos terão a possibilidade de estagiar nas instituições militares do TJPE", explicou.  Entrega de kit de primeiros socorros a jovem que irá participar do projeto  Compareceram também ao evento o desembargador do TJPE Waldemir Tavares; que compôs a mesa de honra da solenidade; o chefe da Assistência Militar do TJPE, coronel Chusa Ferreira Júnior; o coordenador de Prevenção de Incêndio e Resgate do TJPE, coronel Eduardo Rodrigues; o diretor de Justiça e Disciplina do Corpo de Bombeiros, coronel Walfrido Curvelo, e o diretor de Planejamento e Gestão Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, tenente-coronel Augusto Vasconcelos Rodrigues. ............................................................................... Texto: Ivone Veloso | Ascom TJPE Fotos: Assis Lima | Ascom TJPE
08/12/2022 (00:00)
Visitas no site:  18621852
© 2023 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia