Terça-feira
28 de Junho de 2022 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Controle de Processos

Presidente do TRT-18,desembargador Daniel Viana Júnior, visita TJGO nesta quinta-feira, 26

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, desembargador Carlos França, recebeu nesta quinta-feira (26), a visita institucional do presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 18.ª Região (TRT-18), desembargador Daniel Viana Júnior. Na oportunidade, o representante da Justiça do Trabalho entregou ofício ao chefe do Poder Judiciário goiano, com o objetivo de estabelecer uma parceria para tratar do regime especial de pagamento de precatórios e do Comitê Gestor das Contas Especiais. Também participaram da reunião na Presidência do TJGO, o juiz auxiliar da Presidência do TRT-18, Luciano Crispim e a juíza auxiliar da Presidência do TJGO, Jussara Cristina Oliveira Louza. O chefe do Poder Judiciário goiano, desembargador Carlos França, agradeceu a visita dos representantes do TRT da 18ª Região, ressaltou a importância da Justiça do Trabalho no Brasil e afirmou que o TJGO é parceiro da Justiça Trabalhista e estará sempre à disposição do TRT-18a Região. O desembargador Daniel Viana contou que tomou posse na Presidência do TRT no ano passado e, agora, aproveita o momento da flexibilização para conhecer as instalações do Poder Judiciário goiano. No encontro, o presidente do TRT-18 elogiou a nova estrutura do prédio do TJGO, Corte que, segundo ele “vem prestando significativa garantia aos direitos dos jurisdicionados que buscam auxílio no Judiciário”.PrecatóriosNo ofício entregue ao presidente do TJGO, consta que a Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho recomendou ao TRT-18, por meio da Resolução CSJT 314/2021, "buscar obter, em regime de cooperação, meios próprios de controle dos aportes dos entes do regime especial como forma de poder alimentar o Banco Nacional de Devedores Trabalhistas (BNDT)”. O documento também trata da  criação de um Comitê Gestor, composto por magistrados designados pela Presidência do TJGO, para realizar a intermediação dos precatórios no âmbito de cada tribunal. O presidente do TJGO, desembargador Carlos França, informou que tem condições de implementar de imediato as sugestões apresentadas”, afirmou. De acordo com Daniel Viana, a parceria entre os dois tribunais é fundamental. “Não adianta, para aqueles que recorrem ao Judiciário, conseguirem somente a sentença favorável, eles querem a resolução final. No caso da Justiça do Trabalho, eles querem o bem da vida, ou seja, o direito constituído que foram buscar no Judiciário”, explicou o representante do TRT. Acrescentou ainda que, neste ano, ao contrário do Estado, a União não deve enviar valores para quitação 100% dos precatórios, sendo que o pagamento será feito de forma parcelada. (Texto: Acaray Martins /foto: Gusthavo Crispim - Centro de Comunicação Social do TJGO)
26/05/2022 (00:00)
Visitas no site:  15843159
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia