Domingo
23 de Junho de 2024 - 

STANCHI & OLIVEIRA

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Previsão do tempo

Segunda-feira - Rio de Jane...

Máx
32ºC
Min
24ºC
Chuva

Terça-feira - Rio de Janei...

Máx
34ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Rio de Janei...

Máx
35ºC
Min
27ºC
Parcialmente Nublado

Quinta-feira - Rio de Janei...

Máx
34ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Controle de Processos

TRE do Pará sedia a 2ª edição do Enastic - Justiça Eleitoral

O Encontro Nacional de Tecnologia e Inovação na Justiça Eleitoral (Enastic-JEL) teve início na terça-feira (4) e segue até a quinta-feira (6), na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Pará, em Belém, com o objetivo de refletir sobre a adoção de metodologias de trabalho inovadoras no âmbito eleitoral. Com cerca de 300 inscritos e 6 empresas expositoras, o primeiro dia de programação debateu os temas das principais mudanças no modelo de trabalho e o uso das tecnologias na Justiça Eleitoral, com destaque para a Inteligência Artificial Generativa (a Gen-IA). O presidente do TRE do Pará, desembargador Leonam Gondim da Cruz Júnior, participou de maneira online e, no discurso de abertura, ressaltou a importância de sediar um evento do porte do Enastic, que na edição do ano passado registrou a participação de 200 pessoas representando 36 diferentes instituições de todo o país e a presença de 43 palestrantes. "Este evento é de suma importância para a democracia, pois, através das ferramentas tecnológicas conseguimos realizar eleições cada vez mais seguras e acessíveis. É uma honra e satisfação darmos início ao Enastic, aqui, no coração vibrante da Amazônia, terra de maravilhas e desafios. O Tribunal é pioneiro em persas frentes tecnológicas e segue com o compromisso inabalável de levar a democracia a todos", disse o desembargador-presidente.  A diretora-geral do Tribunal, Nathalie Castro, e o secretário de Tecnologia da Informação, Felipe Brito, também acompanharam a cerimônia que reuniu representantes de tribunais de todo o país. Além da diretora-geral e do secretário de TI, a mesa de honra foi composta pelo desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), Alex Pinheiro Centeno, e o advogado e idealizador da empresa J.Ex, Ademir Piccoli.  "Este evento tem a marca peculiar do Tribunal, que é a dedicação e o acolhimento. Desejo a todos um evento repleto de insights valiosos e trocas enriquecedoras", afirmou a diretora-geral. Para o secretário de Tecnologia da Informação, Felipe Brito, "este evento é a esperança de reunir os colegiados dos regionais com um conjunto de pessoas que poderão transformar a realidade da Justiça Eleitoral. Por isso, o Enastic não é um evento do TRE do Pará, mas do coletivo dos tribunais de todo o Brasil", pontuou. Como parte do Projeto Integração e Valorização de Zonas Eleitorais desenvolvido pela Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP), participaram do evento os servidores Márcio Santos (14ª Zona Eleitoral - Viseu), Virgilio Neto (21ª ZE - Alenquer), Henrique Coqueiro (23ª ZE - Marabá), Carlos Costa (48ª ZE - São Sebastião da Boa Vista), Raimundo Carvalho (65ª ZE - Barcarena) e Pedro Machado (80ª ZE - Pacajá).    Atividades   Na abertura do ciclo de palestras, o advogado, ativista de inovação e idealizador do J.Ex., Ademir Piccoli, falou sobre o "Futuro do trabalho na Justiça - integração humana e tecnológica". "A convergência tecnológica já é uma realidade. Comece essa mudança em você, você é líder. Lidere a sua mudança!", incentivou. O especialista internacional sobre a temática do futuro do trabalho, do aprendizado e das organizações, Gary Bolles, falou sobre "As próximas regras do trabalho: a mentalidade, o conjunto de habilidades e de ferramentas para liderar sua organização através da incerteza". De acordo com Bolles, a nova realidade laboral envolve diretamente o uso de Inteligência Artificial (IA) e das novas tecnologias.Ao final da exposição, os palestrantes autografaram o livro " O Futuro do Trabalho na Justiça". O painel "Desafios da Tecnologia na visão das lideranças da Justiça Eleitoral", que reuniu diretores dos TREs, abordou, entre outras coisas, o uso da Inteligência Artificial (IA) e das persas tecnologias aliado às expectativas para os próximos anos na Justiça Eleitoral brasileira. Debateram ao lado da diretora-geral do TRE do Pará, a diretora-geral do TRE Minas Gerais, Cassiana Viana; o diretor-geral do TRE de Santa Catarina, Gonsalo Ribeiro; o diretor-geral do TRE do Mato Grosso, Mauro Diogo, e do TRE de Pernambuco, Orson Lemos. O Enastic segue até quinta-feira (6) com debates sobre ferramentas capazes de impulsionar a transformação digital na Justiça Eleitoral brasileira. A edição 2024 é uma parceria do J.Ex com o TRE do Pará.   Texto: Rodrigo Silva / Ascom TRE do Pará.
05/06/2024 (00:00)
Visitas no site:  22970806
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia